INVESTIR EM GOVERNANÇA EM TI E INDISPENSAVEL PARA OS NEGOCIOS


1/3/2016 |

Alinhar a Tecnologia de Informação ao negócio resume bem o que é governança de TI. Embora pareça simples, esse recente conceito de gestão envolve diversos processos, tecnologia e pessoas, o que o torna complexo. Para facilitar, basta entender que sem o emprego dessa metodologia, atualmente, alcançar bons resultados na administração de uma empresa torna-se um trabalho hercúleo, dado à sua relevância.
Assim, abrir mão da governança de TI é o mesmo que provocar impactos extremamente negativos ao negócio, a exemplo da indisponibilidade de serviço, do ambiente de negócio com baixa capacidade para administrar problemas e riscos, além de operações descontinuadas - ingredientes perfeitos para o insucesso empresarial.   Diferentemente da governança corporativa, que separa o conselho (acionistas) da gestão (CEO), a governança de TI é de responsabilidade da alta administração, mas quem a faz acontecer é o diretor de TI (CIO). Conforme o Doutor Manoel Veras, que é professor e consultor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a importância da execução desse conceito nas empresas é muito grande. "O alinhamento, a base da governança de TI permite aperfeiçoar o uso dos recursos e a priorização dos investimentos e projetos", afirma ele. 

MERCADO IMOBILIÁRIO AMERICANO
Um dos fatores que impulsionou o surgimento dessa definição foi a crise do mercado imobiliário americano e a queda das ações de importantes operadoras de empréstimos de Wall Street. Com isso, ocorreu uma falta de confiança dos números contábeis de instituições financeiras. Essa desconfiança sobre a segurança nos investimentos funcionou como mola propulsora para uma reação na gestão das empresas, e fez surgir o mercado de Governança Corporativa, base para a governança de TI. Isso gerou a necessidade de boas práticas em gestão de recursos, redução de custos e, principalmente, a promoção da confiabilidade nos negócios por meio da minimização dos riscos corporativos e, hoje, é indispensável a qualquer organização.
Essencialmente, a TI se apropria do conceito de governança para desenvolver o alinhamento da gestão e conferir a confiabilidade dos negócios, uma necessidade empresarial.  Para a especialista em Governança de TI pela CESAR EDU, Ioná Leite Mota, que atua como Gerente de Projetos e Programas do Tribunal de Justiça de Pernambuco, a crescente exigência do mercado por transparência e confiabilidade, assim como as melhorias em Governança de TI e Gestão de Riscos e Conformidade (GRC), representam o diferencial competitivo das corporações. "Os profissionais de TI, através do uso das práticas de Governança, podem contribuir para o crescimento das empresas, inclusive com abertura de novos mercados. A capacitação nessa área, na região Nordeste, por exemplo, está em pleno crescimento. Hoje, diversas certificações ajudam na formação dessa mão de obra, como a certificação COBIT focada em governança e gestão da TI, a do ITIL, focada em gestão de serviços de TI e a certificação PMP para gestão de projetos. O profissional Governança de TI se envolve desde o Planejamento Estratégico Empresarial com a definição das intenções estratégicas até a excelência da gestão de projetos e serviços de TI. Ele deve atuar principalmente sobre o alinhamento das necessidades do negócio para estimular os comportamentos desejáveis na utilização dos recursos de tecnologia", avalia Mota.

CURSOS SUPERIORES
Não à toa que a procura por profissionais de TI com qualificação nessa área aumentou. A necessidade das empresas na gestão de riscos e conformidades é cada vez mais urgente. Há muitos anos que a TI se tornou espinha dorsal, segundo o mestrando Alex Prado de Oliveira, para o negócio de muitas empresas. "É, sem dúvida, um diferencial de competitivo. Os processos de TI de uma empresa precisam ser eficientes e seguros, além disso, deve atender a mecanismos regulatórios e legislação vigente", observa ele que atua no estado de Sergipe como consultor em governança e contratos em TI. De acordo com Mota, os profissionais que atuam na área de Governança de TI dão suporte à aplicação de mecanismos de apoio à gestão, a exemplo da arquitetura e infraestrutura de TI, além de investimentos e priorizações. Apesar de ter origem na Governança Corporativa, elas não se confundem. "A Governança de TI tem foco da direção e monitoramento das práticas de gestão e uso da TI na organização. É considerada um facilitador para a Governança Corporativa", completa. 

FALTA DE RECURSOS
Mesmo que o mercado já tenha entendido, a necessidade da governança de TI para a manutenção da "saúde" da empresa, um problema desafiador, frequentemente enfrentado por especialistas na área é a falta de recursos voltados para a gestão. Em momento de crise econômica e poucos recursos, alguns setores, especialmente o de gestão em TI, são preteridos e sofrem com a perda de investimentos. "Não dá para fazer mágica. Por mais que se tenha boa vontade e conhecimento na área, é preciso de investimento, além do conhecimento de quem implanta o conceito de gestão, é evidente. Mas o que tem ocorrido muito dentro das empresas é que encontramos profissionais com pouca especialização e empresários cortando custos de onde não devem, como o setor de TI, por exemplo. Dessa forma, é inevitável que ocorra a "desgovernança", que leva à perda de dados e à falta de segurança do sistema, que acarretam em fraudes, entre tantas outras possibilidades negativas para os negócios", constata o especialista em gestão de risco Rogério Garcia, que ainda afirma: "a governança de TI tem que existir tanto em órgãos privados como em públicos, inclusive nos públicos é de fundamental importância para que se preserve a segurança das informações".


Matéria de capa
Realidade Aumentada
Matéria de capa
IoT no Brasil
Matéria de capa
Nuvem vs. Servidor Próprio
Matéria de capa
Medida Provisória 774
Matéria de capa
Mulheres em TI
Matéria de capa
Arte e Tecnologia
Matéria de capa
Máquinas Pensantes
Matéria de capa
Cibercrimes
Matéria de capa
Tendências de TI para 2017
Matéria de capa

Proteja seu filho nesta volta às aulas com Norton Security